Livro dos Espíritos - 160 Anos
Inserir subtítulo aqui

Livro dos Espíritos - 160 Anos 

1857 - 2017

Comemora-se hoje nos dois planos da vida, Vida Material e Extrafísica, os 160 Anos do advento da Doutrina Espírita, apresentada ao mundo pelo Codificador Allan Kardec, que em 18 de Abri de 1857, revelou um Livro ciclópico e de origem totalmente espiritual, que iria mudar a forma como olhamos a nossa vida, falamos do LIVRO DOS ESPÍRITOS.

Esta obra é a primeira de uma serie de Livros que compõem a Codificação Espírita, num total de 5 Livros, o Livro dos Espíritos contém a base de toda a Doutrina Espírita, para se compreender e poder discutir qualquer assunto neste campo é imperativo uma leitura apurada e detida sobre esta obra monumental.

O Livro dos Espíritos foi elaborado de uma forma totalmente inovadora, tendo em consideração que se trata de um livro filosófico, este não foi elaborado nos moldes e com as orientações para esse modelo.

O método adotado pelo codificador foi o de pergunta e resposta, 1019 questões no total, sendo as questões formuladas por Kardec e colocadas aos espíritos por médiuns, sendo as respostas devolvidas também pela mediunidade desses mesmos elementos que colaboravam com AK.

O Prof. Hippolyte Léon Denizard Rivail, que utilizou como pseudónimo o nome de Allan Kardec, como sugerido pelo Espírito da Verdade, a fim de evitar ligação ao seu estatuto Académico de grande relevo e reconhecimento, recolheu toda a informação que lhe era ditada pelos Espíritos dos mais Altos planaltos da Espiritualidade, com a ajuda de duas jovens meninas, Caroline e Julie Boudin que eram Médiuns e realizavam essa ponte psíquica entre os dois planos da vida.

Devemos considerar que Kardec, não se limitou unicamente a transcrever as respostas dos Espíritos, ele organizou um plano de trabalho, realizava uma análise critica inclusive colocando duvidas e comparando várias respostas, a fim de criar uma peneira à qual chamou o crivo da razão.

Desse modo poderia confirmar a autenticidade das comunicações e não ser levado ao engano por algum Espírito Ignorante ou mesmo Pseudossábio, e levado a colocar na Codificação qual questão pouco esclarecedora ou mesmo obscura, ainda neste campo era muito bem acompanhado e intuído pelo Espírito da Verdade que sempre o ajudou a manter as orientações mais elevadas.

Recordamos que foram muitas as mensagens descartadas por AK, uma vez que não tinham concordância lógica.

O Livro dos Espíritos é uma composição de 4 Livros ou Partes, apresentando-se na forma:

1ª Parte: Causas primárias - Deus - Elementos gerais do Universo, criação, Princípio Vital.

2ª Parte: Mundo dos Espíritos - Princípio de progressividade - Pluralidade das existências - Encarnação dos Espíritos etc.

3ª Parte: Leis Morais (Noções iniciais, Leis de adoração, Trabalho, Reprodução, Conservação, Destruição, Sociedade, Progresso, Igualdade, Liberdade, Justiça, Amor e Caridade).

4ª Parte: Penas e gozos, penas e prazeres futuros

Nesta sequência temos o conteúdo básico do Livro dos Espíritos, que tem o desenvolvimento e aprofundamento nas restantes obras da Codificação que se seguiram ao lançamento da primeira obra.

Restantes obras da Codificação Espírita:

Livro dos Médiuns - Janeiro de 1861

O Evangelho Segundo o Espiritismo Abril de 1864

O Céu e o Inferno Agosto de 1865

Gênese Janeiro de 1868

Se queremos verdadeiramente compreender o Espiritismo será necessário estuda-lo de forma metódica e sistematizada, só sendo possível começar pelo principio, Livro dos Espíritos.

Deveremos analisar as questões, tomar notas, sublinhar e tirar dúvidas sobre os ensinamentos a fim de que no seja possível um entendimento esclarecido.

Allan Kardec nos advertia:

O ESPIRITISMO, É UMA DOUTRINA QUE DIRIGE UM APELO À RAZÃO. A VERDADEIRA CULTURA ESPÍRITA É POIS AQUELA QUE LEVA A CRIATURA HUMANA A ENRIQUECER A INTELIGÊNCIA APRIMORANDO O SENTIMENTO.O livro dos Espíritos não é unicamente para espiritas, pode ser lido e entendido por qualquer criatura com consciência da espiritualidade ou mesmo abrir horizonte aqueles que dela duvidam.

Por vezes o que nos falta é mesmo nos questionarmos:

Quem Somos, De Onde Vimos e Para onde Vamos.

Impressão Espírita - João Paulo - 18/4/2017Digite seu texto aqui...